24 outubro 2017

A Inveja em Vendas


Lembro-me como se fosse hoje do dia que ingressei oficialmente em vendas. Havia arranjado um emprego no departamento técnico de pré-vendas de uma distribuidora de softwares. Logo nas primeiras semanas, trombei na salinha do café com um sujeito simpático e bem vestido. Começamos a conversar e ele me contou uma piada. Ri e contei outra de volta. A cena se repetiu por
alguns dias e, então, ele me chamou para conversar na sala dele. Só então me toquei que era o gerente de vendas da empresa.

Depois de um longo bate-papo, recebi um convite para trabalhar com ele. Aceitei e logo no primeiro mês como vendedor, bati a quota com folga e recebi o triplo do meu salário anterior como técnico. Não sei como souberam, mas todos os colegas do antigo departamento começaram a me olhar diferente. Foi quando ouvi do meu novo chefe o seguinte: “você deixou de ser pedra e passou a ser vidraça!” 

Inveja

No meu artigo anterior, falei sobre a soberba. Quem é soberbo quer sempre parecer ser mais que os outros. Quando não consegue, pode pintar a inveja.

A inveja, também conhecida como olho-gordo ou dor de cotovelo, é o sentimento de tristeza e cobiça que surge quando queremos ter o que o outro tem. Pode ser provocada por coisas materiais, realizações ou características – o outro é mais rico, mais bem-sucedido, mais charmoso ou mais qualquer coisa. Ela pode surgir até em relação a o que os outros estão sentindo – o cara ao lado é mais feliz... Trata-se da dificuldade de admirar o outro, adicionada a um tremendo sentimento de
injustiça. O tal do “por que não eu?”. Quem a sente ignora o que tem, dando prioridade ao outro.

Inveja boa?

Querer algo que outra pessoa tenha pode ser saudável, caso esta emoção funcione como um motor de arranque para pensamentos e comportamentos positivos. Caso contrário, acaba resultando somente em aflições, fofocas, mentiras, ódio e daí para pior. Se alguém deseja ganhar muito dinheiro, ou ganhar um prêmio de vendas, ou comprar um carro novo, ou até mesmo conquistar a última Miss Brasil, ora, que então arregace as mangas e ponha as mãos na massa.

Isto é fazer com que a inveja, trabalhe para nós, batalhando, se esforçando e dando valor a cada passo conquistado. Fazendo isto, basta ter paciência e perseverança, buscando sempre possibilidades reais. Caso contrário, cada segundo que se perde pensando no que o outro tem é mero desperdício de tempo.

A inveja abala a suas vendas

O fato é que a inveja pode acabar tornando nebulosos pensamentos e ações. Quer um exemplo? Muitos gestores empurram sua equipe de vendas atrás dos clientes da concorrência. “Se o concorrente tem aquele cliente, porque nós não o temos?” Porém, quando se age desta forma, na maioria das vezes, a estratégia resultante é a tal da “me too” – ou “eu também”. Acaba-se tornando igual e competindo apenas por preço. Como escapar disto? Entendendo que dar muita bola para a concorrência é tão danoso quanto ignorá-la.

Ao invés disso, devemos sempre procurar focar no que o cliente realmente quer, criando diferenciação e nosso próprio estilo. A inveja nos faz perder o prumo de nossas verdadeiras possibilidades. Entender que não somos o outro e que devemos estabelecer nossos objetivos e metas com base no que acreditamos e em nossas reais necessidades é uma das chaves para o sucesso, tanto em vendas como para toda a empresa. Devemos buscar ser o melhor que podemos ser e não ser igual a quem julgamos melhor. É por ai que conquistamos maior felicidade.

O que fazer?

Lembre-se que, embora as coisas pareçam vir mais fáceis para os outros do que para nós, não
conhecemos realmente a história de cada um e o que foi feito para se chegar onde está. Como diz o ditado, “é fácil ver as pingas que bebemos; difícil é enxergar os tombos que tomamos”. Quer um antídoto para a inveja? Ser caridoso, ter compaixão, cultivar a amizade e simpatia pelo próximo.

Gostou da postagem? Então, deixe seu comentário e compartilhe! Vou apreciar muito saber sua opinião e pensamentos sobre o tema!

Um grande abraço e excelentes vendas e negociações!

Renato Romeo
Sócio-Fundador
SaleSolution Desenvolvimento de Vendas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

©2009 VENDAS B2B | Template Blue by TNB